11 Setembro, 2015
Processo negocial. Resultante da entrega do caderno reivindicativo, CNESE mantém exigências de resolução de vários problemas: harmonização salarial dos CIT,legal composição das Direções de Enfermagem revalorização salarial da carreira, dos enfermeiros.

Em Agosto, os enfermeiros de todo o país demonstraram, através dos níveis de adesão à Greve, que exigem soluções imediatas para os seus problemas.

Falso

Esta forte adesão determinou que o Min. Saúde fizesse falsas declarações públicas, nomeadamente, que suspendia as negociações de Agosto e que o SEP teria desconvocado reuniões, supostamente agendadas para 25 de Agosto e 8 de Setembro.

A Verdade

Na reunião negocial de 27/Julho ficaram agendadas reuniões negociais para 8 e15/Setembro; Foi o Min. Saúde que reagendou essas reuniões para 15/Setembro, justificando-o com o período de férias de elementos do Min. Finanças que compõem a mesa; Não havia qualquer reunião negocial em Agosto.

Processo negocial continua. Reunião a 15/Set. e as exigências mantêm-se:

  • 35H;
  • Valorização das grelhas salariais (Categorias de Enfermeiro, Chefe e Supervisor);
  • Proposta de reposicionamento (transição) dos enfermeiros detentores das Categorias
  • de Enfermeiro, Chefe e Supervisor nas novas grelhas salariais, tendo em conta o seu
  • percurso profissional e competências desenvolvidas;
  • Concretização imediata da Harmonização salarial dos CIT, independentemente do
  • ACT; Sobre o ACT, face à INTOLERÁVEL proposta do Min. Saúde, SEP+SERAM apresentarão
  • Contraproposta para continuação das negociações a 15/Set.
  • Concretização da valorização remuneratória dos Enfermeiros Especialistas (atribuição
  • de Suplemento Remuneratório de 600 euros);
  • Proposta relativa a um modelo remuneratório que harmonize os salários de todos os enfermeiros que exercem funções na área dos Cuidados de Saúde Primários;
  • Abertura de Concursos (Enfermeiro Principal e ARSs);
  • Resolução imediata de problemas “específicos”, designadamente: i) cessação da “subcontratação de enfermeiros” na ULSMinho; ii) pagamento de Trabalho Extraordinário em dívida aos Enf.ºs do IPSangue; iii) Homologação da composição (legal) das Direcções de Enfermagem e pagamento dos devidos suplementos remuneratórios aos Enf.ºs, designadamente do Hosp. Figueira da Foz e dos ACES das ARSs do Norte e de Lisboa e V. Tejo; iv) pagamento dos suplementos remuneratórios aos Enf.ºs das USFs, legalmente devidos até 15 de Julho.