18 Março, 2021
Subsídio pelo risco acrescido:  uma miragem para a generalidade dos enfermeiros
Depois de meses de retórica política, sobre a importância e valorização do papel dos enfermeiros no combate à pandemia, é intolerável que o devido reconhecimento seja feito apenas para alguns.

Com data de 17 de março foi publicado a regulamentação do referido subsídio.

Com o objetivo de poupar dinheiro, o Governo fixou critérios de atribuição tão “apertados” que, inadmissivelmente, apenas “uns poucos” enfermeiros o receberão.

Depois de meses de retórica política por parte do governo, sobre a importância e valorização do papel dos enfermeiros e restantes profissionais de saúde no combate à pandemia, é intolerável que o devido reconhecimento seja feito apenas para alguns, poucos.

Porque o esforço e empenho acrescido na resposta aos cidadãos envolveu todos os enfermeiros, mais do que “prémios e subsídios”, que sendo fixados deviam enquadrar todos, o SEP continua a exigir a atribuição da menção de Relevante a todos os enfermeiros no biénio 2019-2020.

Nota enviada aos media a 18 de março de 2021